Há muito tempo o MaCamp já vem alertando os campistas sobre o limite de velocidade aplicado a qualquer reboque (veja a matéria). Mesmo sendo a menor carretinha de moto que existe. Para os chamados “veículos pesados” (como é classificado qualquer reboque) valem as velocidades máximas estabelecidas nas rodovias, sempre menores do que as máximas comuns. Nas rodovias de 120km/h e 110km/h, geralmente a máxima para os “pesados” é de 90km/h. Nas de 100km/h normalmente cai para 80km/h e nas de 80km/h acaba sendo de apenas 60km/h.

O que pode passar batido é sobre os motor homes pequenos e mais leves que inclusive se adequam à categoria de CNH do tipo “B”. Estes, incluindo as KOMBIS preparadas como motor home, são diante do Código Nacional de Trânsito considerados como “Veículo Pesado”.

Diz a lei:

I – “VEÍCULOS LEVES” correspondendo a ciclomotor, motoneta, motocicleta,
triciclo, quadriciclo, automóvel, utilitário, caminhonete e camioneta, com peso bruto total –
PBT inferior ou igual a 3.500 kg.

II – “VEÍCULOS PESADOS” correspondendo a ônibus, micro-ônibus, caminhão,
caminhão-trator, trator de rodas, trator misto, chassi-plataforma, motor-casa, reboque ou semirreboque e suas combinações.

§ 2° “VEÍCULO LEVE” tracionando outro veículo equipara-se a “VEÍCULO
PESADO” para fins de fiscalização.

Veja que para KOMBIS e outras Vans que não estejam documentadas como “MOTOR CASA”, podem continuas gozando da velocidade máxima idêntica dos carros, porém perante ao Detran está irregular, já que qualquer carro com instalações de cama e/ou cozinha e/ou banheiro já é considerado um “motor casa” e assim deve ser documentado a perigo de ser multado e apreendido.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here