ACHR Seguros 728×90

Cada vez mais confiante na nossa maquininha que era balizada pelos catálogos, quando procurávamos algum camping e/ou estacionamento, que já estávamos bem práticos neste atributo. Além do GPS e de catálogos de turismo sugiro levar um mapa. É muito bom abrir um mapa em maior tamanho, do que olhar numa telinha de computador ou, no meu caso, num SmartFone. Ainda sou da geração passada, fazer o que?! Localizamos rapidamente uma opção, mas como de costume, já tinha passado o horário de recepção do camping. Bueno, entrei no camping assim mesmo. Fui até a recepção, estava com porta destrancada, mas não havia ninguém para atender. Somente um cartaz do horário de funcionamento. E tudo na língua fácil deles, que para nós, apesar de minha esposa ser descendente de alemães e minha filha ter tido aulas de alemão, era um bicho muito estranho. Decidi arriscar, mesmo que sujeito a pagar mais um mico. Estacionei de uma forma para não atrapalhar ninguém e fiquei andando um pouco para lá e para cá, para ver se chamava a atenção de alguém. Consegui! Logo veio uma pessoa que se dizia o atendente do camping que, gentilmente, me deu um pito por eu ter estacionado numa vaga que estava reservada. Nós dois sabíamos que àquela hora não chegaria mais ninguém, exceto nós… hehehe Justificada a nossa atitude, com o complemento de que sairíamos bem cedo no dia seguinte, resolveu-se o problema, sem demora. Pediu-me apenas um documento para a caução e pronto! Era tarde, mas era cedo para nós, pudemos curtir mais um jantar daqueles, feitos no próprio motor-home, regados a queijo e cerveja, desta vez. Na manhã seguinte fui ao escritório e lá estava uma senhora simpaticíssima e que já estava ciente do meu caso. Foi tudo muito rápido. Fiz a “sessão descarrego”, tomamos café e seguimos.

  Deusdeth Waltrick Ramos

Rody Trailer 728×90
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."