Hometrailer 728×90

Responder a: Chip de potência em veículos / Reprogramação de ECU

HOME Fóruns Grupos de Campismo Grupo Trailistas do Brasil Chip de potência em veículos / Reprogramação de ECU Responder a: Chip de potência em veículos / Reprogramação de ECU

#101100
Odair Teixeira
Odair Teixeira
Participante

Boa noite caros colegas .

Como opiniões são como nádegas, cada um tem a sua.. vou deixar minha opiniao…

Eu ja remapeei alguns carros no passado (ciclo Otto). Ultimamente minha meta é conseguir dominar o modulo Megasquirt V2.2 do meu fusca 2.3 turbo. Estou implantando uma sonda wideband para usar o VE Table, pq com Narrow Band não rola. A vantagem da Mega é que é aberto e reprogramo a injeçao conforme o que der na telha. Posso colocar o mapa do vovô ou o mapa do capiroto.

Com ciclo Diesel, eu remapeei (ou chipar) uma Tracker Diesel 2.0 e quase remapeei uma Toyota Prado. Na Prado, quase comprei um kit PiggyBack nos USA. Legal que já vem pronto. É só tirar o plug do módulo e ligar nele. E o plug dele é só ligar no módulo. E pronto. Tá feito. Mas acabei vendendo a Toyota Prado . Hoje tem Kits Piggy Back pra todos os modelos. A vantagem é que vc nao corta nenhum cabo. Se nao quiser usar, desliga. Se for vender o carro, tira e guarda.

Tem vários níveis de potencia e torque que se pode alcançar. Isso tem que ver com o preparador o que vai querer. Mas de cara adianto: Três coisa vão acontecer quando alterar o módulo com um mapa de injeção novo:

– Valores dos níveis de emissões vão pro espaço – Se não há ressaca moral em jogar mais NOX e CO na atmosfera, então tá beleza; Lembrando que se remapear, os valores de fabrica somem e não passa na Controlar nem rezando. Dizem que este controle volta em 2019. A ver…

Lembro que no retão da Castello Branco vindo de Boituva, a Trackerzinha alcançou quase 190km/h. Mas a fumaceira preta era tanta que parecia um tucano da esquadrilha da fumaça.E bebia muito. Mais cavalos, mais comida.

– Consumo de diesel aumenta – Se o fato de queimar mais suco de dinossauro não lhe preocupa, então tá beleza também. Não acredite nesta historia que aumenta 20% a potencia e fica mais economico. Seu jeito de dirigir muda.

O que melhora é a resposta do acelerador. O atraso do pedal some. Depois que vc aprende a pilotar com o motor mais esperto, talvez o consumo reduza por causa do comportamento.

– Componentes da transmissão podem reclamar. Quando remapeei a Tracker, joguei a potencia lá pra cima. Em três meses, foram três trocas das buchas dos links de suspensão traseiros que nao aguentavam o torque da arrancada. Era divertido cantar pneu no semaforo, mas nao foi pra isso que foi projetada.
Fui alertado que se continuasse assim, componentes da transmissão precisariam ser trocados pq seriam moídos.
– Freios precisam ser revistos. Dependendo da nova curva de potencia/torque que forem implementados, nem pense em deixar freios originais. Pode botar a mão no bolso e colocar um kit de pinças e discos mais parrudos. A menos que vc garanta que nao vai acelerar acima do limite legal. Coisa que eu duvido.

Com relação ao remapeamento em si, dá pra fazer em qualquer motor que tenha gerenciamento eletronico e injeção eletronica. De cortador de grama até motor de caminhão, sejam dois tempos, quatro tempos, ciclo Otto, ciclo Diesel, Ciclo Wankel, Ciclo Atkinson e etc…
Com relação à durabilidade:
Remapear de leve : Não traz grandes perturbações. No caso dos motores diesel modernos são projetados para grande durabilidade. Geralmente são desenvolvidos para uma carga maior e potencia maior e quando aplicados no mercado, uma parte da potencia é retirada para garantir durabilidade.

Remapear nivel medio: Olho vivo nas trocas de oleo e filtros, reduzindo o intervalo. Cuidado com as transmissões automaticas. As transmissões modernas nao são projetadas para receberem muita potencia acima do que foram concebidas.
Já vi alguns carros TOP importados que foram fuçados e o cambio abriu o bico.

Remapeamento nivel HARD. Aí é por conta e risco. Pode tirar o escorpião do bolso. Muita coisa tem que ser substituída. Geralmente admissão, escape, turbinas etc… são trocadas pq o folego tem que ser maior. Nao conheço quem faça tal upgrade para uso civil. Geralmente já é nivel competição, track day etc…

Eu já pensei em remapear a minha Hilux. Tá velhinha com quase 10 anos e 300 mil rodados. Os 160 poneis malditos são bem mais fracos que os 200 poneis das pick ups concorrentes mais novas. Dá pra subir para uns 190 sem problemas. Mas está com os valores de compressão ainda dentro dos limites, assim como bomba e turbina. E sei que a limitação dela não é o motor e sim o cambio. Não posso forçar demais numa subida íngreme de serra puxando o Imperial pq o cambio reclama que a temperatura do fluído está muito alta.
Nas arrancadas com o trailer, acho que está boa o suficiente. Arrancar com muita violencia não é legal para os objetos dentro do trailer.

Se for para subir potencia dela, eu prefiro trocar por uma Dodge Ram ou uma F250.

O cara que eu mais respeito em SP para este trabalho de remapear uma injeção diesel das pick ups novas fica em Botucatu. O nome dele é Lycharles. O cara é um MAGO. Se bobear, é o melhor técnico no Brasil neste quesito. As Concessionarias da GM quando nao consegue resolver, mandam os pepinos pra ele. Se quiserem o contato dele pra cotar uma conversão, me manda uma msg.

Fraternos Saludos

Odair.’.

Hometrailer 728×90