Madeira no Trailer.

Visualizando 10 posts - 11 até 20 (de 32 do total)
  • Autor
    Posts
  • #61416 Responder
    AvatarPaulo Rocha
    Participante
    Capt.A330 wrote:
    Paulo: na minha modesta opinião, eu (e tão somente eu), num caso similar ao teu, compraria um camião bau, que estivesse bom, e aproveitando o documento, que já figura como baú (embora para você seria relativamente fácil mudar isso), e fazer as divisões internas aproveitando a estrutura já pronta com paredes, assoalho e teto, recortando a mesma para as janelas e portas, alem das claraboias, etc. Insisto, esta é uma opinião muito minha, embora considero que seria a mais rápida e barata. Grande abraço Paulo! Dardo.

    Meu caro Dardo, tua opinião pode até ser modesta, mas é de suma importância, além de vir diretamente ao encontro do que eu imaginava. Muito obrigado!

    carlosfanara wrote:
    Prezado Paulo, Esse truck é de um amigo de Nova Friburgo RJ, eu já comprei o meu KC450 e talvez faça o mesmo como ele. Passei 2 anos reformando o trailer e nesta sexta vou inaugurar e Cabo frio passar uma semana. O problema é que já estou com pena de “sacrificar mais um trailer ” para transformar em truck, mas isso só vou pensar daqui a 3 anos quando me aposentar. Abç Carlos Fanara

    Carlos, este truck do seu amigo está lindo! Transmita meus parabéns a ele. Se estivesse dentro do meu orçamento, creio que esta alternativa seria a mais simples. Infelizmente o custo de adquirir o caminhão MAIS um trailer está totalmente fora da minha realidade. Na verdade, irei comprar o caminhão (espero que no final de 2016/início de 2017), e só depois de “absorver” o impacto financeiro é que irei realmente iniciar a transformação em truck home. Mas com calma, ele sai! E que venha a tua aposentadoria! É uma revolução na vida da gente, isso eu te garanto! Mas os pontos positivos são infinitamente superiores aos negativos.

    #61418 Responder
    Capt.A330Capt.A330
    Participante

    Buenas pessoal! Tenho que fazer uma retificação: o nosso caro Allex W. Farias, questionou sobre a madeira utilizada nos Turiscar, e como sei que Allex sabe muito de Trailers (ele fabrica), não fiquei conforme com minha resposta, e fui atras de mais informação sobre a tal madeira dos Turiscar, e após investigar, e ter uma demorada conversa com “Seu” Camargo, cheguei à seguinte conclusão: o freijó era mais utilizado na cobertura interna das paredes e moveis, em forma de chapas e de laminado, sendo que a madeira da estrutura utilizada pela Turiscar nos seus áureos anos, era essencialmente Cambará, Cedrinho e Pinheiro, todas escolhidas “a dedo”, sem nós nem imperfeiçoes, sendo isto determinado pelo saudoso “Seu” Pedro, proprietário da Turiscar, e todas tratadas com um agente químico para evitar cupim, e a empresa era muito cuidadosa com este procedimento; quando a Turiscar entrou no estranho, para não falar fraudulento, processo de concordata, a qualidade das madeiras e do tratamento químico foi determinada pela redução de custos, e por isso, como bem ressalta Allex, em alguns Turiscar, não por coincidência os mais novos, podemos encontrar cupim nas madeiras da sua estrutura; não é para assustar ninguém, o aviso serve para os proprietários destes modelos vigiar de perto as madeiras, e ante a dúvida, fazer um tratamento químico para evitar a praga, como prevenção e desencargo de consciência. Por favor, considerem que NÃO estou levantando polêmicas sobre se tal ou cual modelo presta ou não presta; jamais seria eu tão leviano, e meu intuito é ajudar aos proprietários a preservar seu valioso patrimônio da melhor maneira possível; imagina se alguém me dissesse: “Dardo, toma cuidado e verifica tua lança, que nos modelos 1981 do Diamante, teve uma partida ruim de aço, e esse modelo apresenta fissuras e quebra…” Sem dúvidas, ficaria grato pela informação, não acharia que por causa disso meu Trailer seria ruim, e passaria a vigiar muito de perto tal item, para providenciar o reparo antes de empreender uma viagem para a Patagônia, longe de toda quanto é oficina que saiba trabalhar com meu Trailer, e que tenha, ainda, as peças de reposição! Por isso, estou corrigindo e aumentando a informação por mim escrita na resposta anterior, com o intuito de melhorar mais ainda o conhecimento dos nossos RV, justamente pelas informações que podem ser úteis para tantos colegas que venham utilizar as mesmas. Grande abraço, e estou às ordens para o que puder ajudar. Dardo.

    #61423 Responder
    Avatarrafael mafra
    Participante

    Pelo que vejo no meu 1979 que está aberto em vários locais, a madeira que está nas extremidades é bem mais dura e pela tonalidade parece um cambará… Mais alguns montantes nas paredes e as travessas do teto são de uma madeira mais mole e clara mais não deve ser pinus pois ele teve infiltração pela clarabóia da cozinha e pela chaminé da geladeira e as chapas estufaram, mais as travessas continuaram em perfeito estado e não tinha indícios de cupim. Acho que não tinha um padrão… era o que tinha disponível em cada época. Moro em casa de madeira e já usei bastante o pinus autoclavado, a garantia é de 20 anos, mais o preço varia muito… para comprar um selecionado e sem nós o preço fica perto de madeira de lei mesmo… Hoje acho difícil a construção dos novos trailer com estrutura de madeira justamente pela dificuldade de manter um padrão para uma grande produção… Na construção a seca aqui no Brasil é usado muito mais o perfil de aço do que a madeira justamente pela oferta do perfil de aço leve ser de mais fácil acesso do que as travessas de madeira. Enviado de meu SM-G7102T usando Tapatalk

    #61425 Responder
    Allex W FariasAllex W Farias
    Participante

    Dardo seguimos adiante entao com seus dados. E deixamos os meus de reserva… digamos que vou dar mais creditos ao senhor Camargo pela sua informacao do que a do Rodrigo. Pois o meu contato trabalhou na empresa na epoca em que passava por dificuldades. Sendo assim nao descartamos a utilizacao de um material inferior. ABS Allex

    #61426 Responder
    Avatarrafael mafra
    Participante

    Vi agora a construção do novo motorhome do casal Roy e Michelle com a estrutura em divinicel. Chegaram a fazer toda a caixa de madeira, mais foi usada somente como molde… Após as camadas secas foi desenformada e colocada a estrura pronta em cima do chassi por três pessoas… Fica muito leve e muito forte segundo o próprio Roy… Podendo receber pintura direto… sem emendas… Comparando com a estrutura de aço, fechamento com madeira ainda a fibra para acabamento essa nova tecnologia é o futuro… Lamento não participar da visita na apollo trailer no vqq… já que a a vitória motorhome já usa do divinicel seria complicado o Alisson usar na construção dos trailer também? Enviado de meu SM-G7102T usando Tapatalk

    #61431 Responder
    Odair TeixeiraOdair Teixeira
    Participante

    Caro Dardito Eu não acho que individualmente a madeira seja melhor que qualquer material. Cada material tem suas características e dependendo do projeto e aplicação, podem funcionar muito bem. Apenas acredito que deve-se olhar o projeto inteiro. Minha preferencia pela madeira se baseia nos conceitos que aprendi trabalhando com engenharia de materiais ao logo deste 20 anos. Apesar de ser engenheiro de produção mecânico, sempre trabalhei na área de materiais (cerâmica, polímeros, espumas plásticas e agora celulose). Eu não acho que o projeto deve basear-se sobre um único material e sim sobre como o projeto será construído. Se fôssemos comparar uma casa com um trailer com os mesmos requisitos de desempenho e medir quais esforços um trailer é submetido, teríamos que sujeitar uma casa a terremotos e furações de grandes proporções. Em deslocamento durante uma viagem, sob carga de ventos, freadas bruscas, mudanças de direções (acelerações laterais), impactos na suspensão, fazem com que a estrutura esteja submetida a stress constante. A madeira suporta bem este stress, sem problemas de ruptura por fadiga, mantendo as emendas (quando bem fixadas), distribuindo bem as tensões, absorvendo bem nos cantos ou articulações. Você não imagina o quanto durante o deslocamento, todos os cantos estão sendo submetidos a esforços de torção, cortantes e concentração de tensões. Daí a necessidade das portas e janelas serem arredondadas, para não concentrar tensões e ter fratura por cisalhamento. A mobília interna tem que ser pensada como elemento de travamento e irá servir de contraventamento e dar mais rigidez pro conjunto. Quando se utiliza de materiais metálicos, deve-se levar em consideração estes esforços e qual técnica de fixação será empregada, pois repetidos esforços podem resultar em parafusos ou rebites frouxos, soldas trincadas, oxidações, etc.. Como a parede destes tubos é fina, a técnica empregada para fixação pode fazer com que haja acúmulo de tensões nestes pontos, por haver pouco material para dissipar estas tensões. Ao longo do tempo vai afrouxandoe pode romper. Mas se a técnica adotada for a correta, e se as verificações forem feitas e não encontrar problemas, então beleza. O maior problema para a madeira (e era assim na aviação nos anos 30/40) é a água. A água em si não decompõe a celulose, mas os microrganismos (fungos, insetos, bactérias etc..) aparecem quando há presença de umidade e começam a degradar a madeira (celulose, hemicelulose, lignina) O alumínio ou metalon não vai apodrecer como a madeira. Entretanto, como a característica dos metais, são propensos a condensação interna de umidade e deve-se levar em conta que existe permeabilidade ao vapor dos elementos de isolamento térmico e com o tempo existe o risco de condensação interna de umidade. Em regiões quentes, quando internamente a temperatura estiver menor que a externa (ar condicionado ligado em refrigeração ), a condensação ocorrerá na face interna da parede e em regiões frias (aquecimento ligado) ocorrerá condensação na face externa da parede. Com o tempo, este acúmulo de umidade leva a corrosão, perda de adesão (em algumas colas) e redução do isolamento térmico. Quem quiser saber mais, dá um Google em “Kunzel Theory Moisture Diffusion” Melhor parar por aqui, pq estou me afastando do tópico

    #61464 Responder
    AvatarEdintruder
    Participante

    Poxa Odair. A aula terminou cedo! No meu trailer estou usando metal e madeira. Somando os contra dos dois materiais, acho que estou fazendo uma bomba! kkkk Falando sério, no meu caso garanti uma boa solda nos metais e a união com a madeira aparafusada no metal, ajuda a dividir todas as tensões da estrutura pelos painéis das paredes. Um bom travamento ajuda a reduzir as tensões e cargas. Pensando nas possíveis deformações, fiz o chassis com 3 longarinas. Se o meu trailer durar pelo menos 20 anos já me darei por contente. Não pretendo desmontar para reformar ele no futuro, mas sim fazer outro. Então quanto mais ele durar melhor será.

    #61468 Responder
    AvatarGustavoN
    Bloqueado

    Ed, sobre a questão da calefação, acho que só dá pra atingir perfeição dentro de um contexto muito restrito. Por exemplo, se está frio e o piso é de concreto, abre a cortina para esquentar o piso que está agindo como uma massa termal. Quando o sol vai embora, fecha a janela para melhorar o isolamento térmico e deixar a massa termal fazer o seu papel de manter a temperatura estável por mais tempo. Se bateu o calor, fecha a cortina para não esquentar a massa termal.. o sol foi embora? Abre a janela para refrescar o ambiente. Outro exemplo: a parede do quarto do nosso filho atrapalha no verão por esquentar muito durante a tarde.. seria bom ter um isolamento térmico externo para manter aquela massa termal a temperaturas mais amenas. Por outro lado, no verão o sol da tarde esquenta aquela massa termal o suficiente para que o ambiente fique agradável por mais tempo e a necessidade de calefaçao no quarto seja menor. Se houvesse um isolamento externo, precisariamos usar um pouco mais de calefação. Já em lugares muito frios ou muito quentes, a única opção é condicionamento artificial 24h, e nesses casos o isolamento termal vale ouro.. literalmente. Nesses casos, o interessante no contexto desse tópico é que a madeira é considerada como uma “ponte termal”, porque ela na verdade é muito melhor condutora de color do que poderia ser. Então, voltando ao tema do forum, a questão termal nos trailers é muito relativa. No geral, a idéia é a mesma, e qualquer melhoria é sempre bem vinda.. isolamento térmico sempre que possível, materiais melhores e que conduzam menos calor, etc. Mas ainda assim, a parede dos nossos trailers é fina, o isolamento é precário porque existem dezenas de pontes termais, massa termal nem pensar, e a face norte muda todo dia. Independente do que fizermos, perfeição termal não chega a entrar no nosso dicionário. Só fica menos pior, como dizem. Grande abraço, Gustavo

    #61469 Responder
    Avatarrafael mafra
    Participante

    Agora a dúvida do Ed seria sobre a calefacao com o Gustavo bem descreveu ou com relação a calafetação para evitar infiltrações? Enviado de meu SM-G7102T usando Tapatalk

    #61477 Responder
    Capt.A330Capt.A330
    Participante

    Buenas! Sou muito grato ao meu caro Odair por suas ponderações, que na realidade, são aulas nas quais aprendemos muito; sei que teu tempo é muito escasso, e isso só abrilhanta tua participação conosco. Também agradeço a todos os que contribuem com conhecimentos, citações, perguntas e questionamentos (não vou citar nomes para não cometer a indelicadeza de esquecer alguém), onde todos aprendemos mais um pouco (ou muito!) sobre os objetos do nosso interesse e cuidado, os Veículos de Recreação. Mais uma vez, meu muito obrigado Odair, e por favor, sempre que puder, compartilha conosco teus conhecimentos, que serão (e são) muito bem aproveitados. Grande abraço para todos! Dardo.

PARTICIPE DO FORUM PELO FORMULÁRIO ABAIXO.
Visualizando 10 posts - 11 até 20 (de 32 do total)
Responder a: Madeira no Trailer.

You can use BBCodes to format your content.
Your account can't use Advanced BBCodes, they will be stripped before saving.

Sua informação:




ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

CLASSIFICADOS: