Santo Inácio 728×90

Patagonia 2016: Expedição MaCamp de Trailer.

Este tópico contém respostas, possui 25 vozes e foi atualizado pela última vez por Capt.A330 Capt.A330 1 ano, 5 meses atrás.

Visualizando 10 posts - 71 até 80 (de 215 do total)
  • Autor
    Posts
  • #90761

    Que isso Darditos, não passou de pressão lúdica…sempre no seu tempo, pero no mucho…
    Sério agora, aguardaremos o tempo que for necessário, bom feriado a todos!

    Decar Trailer 728×90

    #90916
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    Buenas!
    Esta semana as minhas coisas começaram a se ajeitar e tenho tempo para escrever, e então, como tinha prometido, continuamos com o relato, que já estou escrevendo e devo publicar em breve; como adiantamento, uma foto de Isa das “próximas cenas”:

    Rodando em Dina Huapi, perto de Bariloche, na ida para Lago Puelo:

    Abraços e até já.

    Dardo.

    #90938
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    Quarta-feira, 20/01/2016, segunda parte:

    Após muitas fotos no mirante da entrada de Bariloche, continuamos com proa sul, em direção a Lago Puelo, onde estabeleceríamos nosso acampamento pelos próximos dias.
    Eu tinha planejado passar direto por Bariloche, e a priori, acampar na propriedade de meus prima e primo em Lago Puelo, para assim percorrer primeiro essa região de Lago Puelo, El Bolson e redondezas, assim como Cholila e seu lago, para depois, no caminho de retorno, acampar em Bariloche, e de lá, ir para Villa La Angostura, ajustando as datas para poder nos encontrar com os queridos Wig, Bárbara e Odair com seu Baumeister, no caminho para V.L.Angostura, como de fato foi feito.
    Caminho desde o mirante de Bariloche até Lago Puelo:
    https://goo.gl/maps/wWXDCJoSAov

    Lembrando, se desejar ver a foto ampliada, é só “clicar” com o botão direito do “mouse” nela, e “abrir imagem numa outra guia”, e pronto, a foto no seu tamanho maior abrirá noutra página.

    Desde o mirante da entrada na região de Bariloche, vemos a nascente do rio Limay no lago Nahuel Huapi, na foto de Isa.
    Foto de Isa.

    Antes de deixar o mirante de Bariloche, vemos um integrante da expedição a continuar com suas aulas de voo, com muuuuita virilidade, inspirado, tal vez por:

    E para os mais puristas:

    Verdade…foi um tributo ao machismo colorado do caro integrante.

    Contornando Bariloche, by Isa.

    A estrada, por sinal a lendária Ruta 40, nos leva devagar com seu desenho colmado de curvas, em direção ao lago Mascardi, local que tinha escolhido para almoçar, pois já estávamos atravessando a metade do dia,e a fome começava a se insinuar.
    Cabe aqui um comentário sobre esta parte da estrada que nos leva para o sul; antigamente, pouco menos de dez anos já, o viajante que só passa-se por Bariloche em direção ao sul, tinha obrigatoriamente que passar por dentro da cidade, que embora bonito como paisagem, era muito incômodo pelo transito da cidade, especialmente na época de alta temporada, tanto no inverno, quanto no verão, e com um MH ou com um Trailer, pior ainda…acreditem, já fiz isso na minha primeira viagem com o Guanaquito para lá, e realmente é um tanto quanto complicado!
    Bem, eis que construíram um desvio, uma especie de perimetral longe da cidade, e embora não é bonita a vista, pois fica longe do lago e da cidade, passando perto dum bairro da periferia, e o grande lucro de quem não quer passar por dentro da cidade, é que continua pela estrada, sem tanto transito nem lombadas, o que poupa muito tempo…já teríamos tempo de passear de carro por Bariloche nos próximos dias.

    Contornando Bariloche.

    Lugar do almoço visto desde a prainha.

    Vista desde a prainha do lago Mascardi.

    Comboio estacionado para o almoço

    A Ruta 40 entre Bariloche e Lago Puelo, como já comentava, é cheia de curvas, rodeada de lagos, rios e montanhas, criando um marco de beleza natural impar, e num lugar assim, paramos para o almoço; mesmo sem ser dia feriado ou fim de semana, tinha muita gente curtindo a prainha do lago Mascardi, com muitos fazendo o tradicional churrasco…eita vida triste desse pessoal, se ver obrigado a comer um churrasco de carne deliciosa, com um bom vinho Malbec, e emoldurado por aquelas paisagens…não sei como esse pessoal suporta isso!
    Inclusive, quando estava na beira do lago tirando fotos e aguardando as meninas terminar o preparo do almoço, encontrei uma Pajero TR4 preta, com placa de RJ; claro que pertencia a um integrante do MaCamp! Infelizmente esqueci o nome do rapaz, que inclusive tinha ido até Ushuaia, e tinha perguntado no Fórum se podia utilizar o para-choques de impulsão, que eu recomendei não usar, e ele acatou, evitando problemas com “la policía”…realmente, falha minha, esqueci o nome, mil perdoes, se está lendo isto, por favor, me perdoa e comenta sobre o breve encontro no lago Mascardi…não sei, tenho um problema de memoria, agravado pela idade…esqueço de nome de homem…ainda bem que de mulher lembro direitinho! (será que é a tal de memoria seletiva?)
    Bem, nós almoçamos nossos quitutes, cada hum no seu Trailer, pois não tinha uma mesa grande para todos, e mesmo porque lá não era um Camping, claro…e ainda bem que não fizemos um churrasco com vinho lá, senão teríamos recomeçado a viagem lá pelas 19 horas…no mínimo!

    Mais uma da prainha de Mascardi.

    Na foto de Isa, vemos uma família curtindo o lago.

    Os vizinhos almoçando.

    Água clara e pura do Lago Mascardi, by Isa.

    Prontos para continuar a viagem.

    Continua…

    #90945

    A cor desse lago é coisa de louco…lindas fotos Capitão!
    Uma curiosidade…no relato você comenta que não havia intenção de estadia em Bariloche (na ida), entretanto previa parar na volta. Seria no Camping Los Rapidos?
    Certa vez estava virtualmente ‘viajando’ no google fazendo simulações de rotas, dai fui mapeando os possíveis locais de acampamento, esse pintou como a coqueluche patagoniense!

    #90955
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    Buenas Alex!
    Obrigado pelas considerações; o Camping no qual ficaríamos no retorno a Bariloche seria Los Baqueanos, e não optei pelo Camping Los Rápidos, pelo fato de, embora são só 9 km de estrada de terra, com muitas curvas fechadas e estrada estreita, além de ser caro, tem mais ainda que pagar a entrada no Parque Nacional, e é cara para estrangeiros, além de ter eletricidade só 3 horas de noite, fornecidas por um gerador, e não pode conectar nada maior que um lampada ou carregador de celular (geladeira, nem pensar), embora o real problema para minha planejada logística, era o fato do Guanaquito, ser muito grande para circular e dividir estrada com outro veiculo grande naquelas curvas apertadas; claro que devagarinho e com cuidado dá, más achei que os contras eram maiores que os pró…além do mais, as meninas, depois da viagem para Ushuaia, onde percorremos mais de 260 km de estrada poeirenta, me proibiram de colocar o Guanaquito em estradas de chão com muita poeira, como é o caso, e se perder minhas companheiras de aventuras, já viu, estou perdido, literalmente…
    Imagino que para você, com a Carreta-Barraca, deve ser bem mais fácil, pelo comprimento e altura da mesma, e de fato, o lugar é muito lindo, com uma natureza selvagem e maravilhosa em torno.
    Mais adiante no relato, vou mostrar as fotos de quando fomos no Cerro Tronador, e passamos na frente do Los Rápidos; eis alguns “sites” do lugar:
    http://www.losrapidos.com.ar/#!/-bienvenido/
    http://www.solocampings.com.ar/camping/Los-Rapidos/Bariloche/Rio-Negro/1342.html
    http://www.clubandino.org/refugios-y-campings/camping-los-rapidos-mascardi/

    A estrada de terra:
    https://goo.gl/maps/n9enEz2L5US2

    Uma vista desde o alto:
    https://goo.gl/maps/axp7LjZ15zr

    Foto de Isa na região de Los Rápidos:

    Abraços Alex!

    Dardo.

    #90957

    Vixe Capita, mas Los Baqueanos – estive vendo agora as fotos no site – é também de arrepiar, que visual, pqp (desculpe a expressão!)…seriam essas as fotos do camping*?
    *peguei na net

    #90983
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    Buenas, meu caro Alex!
    Sim, são essas as fotos de Los Baqueanos, que inclusive mostro nos meus relatos da viagem para Bariloche em 2014, e a da “Neve e Trailer”, e que para mim, é um dos melhores Campings que já visitei, embora, tenha um problema grave, que é a baixíssima tensão elétrica, com 180/185 volts, onde deveriam ser 220…fora isso, o lugar é de arrepiar!
    Até foi por causa disso, acredito, que quando chegamos no Camping de Villa La Angostura, tudo mundo achou feio…claro, depois de estar naquele lugar, qualquer outro Camping resultaria um lugar sem graça.
    Grande abraço Alex!

    Dardo.

    #90990
    marcelocs.sle
    marcelocs.sle
    Participante

    Estamos acompanhando mais essa aventura, e ansiosos por mais relatos e fotos…

    Abraço!

    FAMÍLIA M&Ms

    #91035
    Capt.A330
    Capt.A330
    Participante

    Terceira e última parte do dia Quarta-feira, 20/01/2016:

    Saímos devagarinho, com vontade de ficar por lá na verdade, e aproamos El Bolsón, Prov. de Rio Negro, para logo após chegar em Lago Puelo, Prov. de Chubut.
    Passamos pela pequenina e bela Villa Mascardi, e após ultrapassar o lago Guillelmo, iniciamos a descida pelo famoso “Cañadón de la Mosca”, trafegando devagar, pela beleza da paisagem, e pela quantidade de curvas, que somadas ao desnível da descida, pede muito cuidado, especialmente com um Trailer de 2 toneladas te empurrando!
    Ao chegar no rio Villegas, paramos para conferir e resfriar os freios, rodas e equipamento em geral, também aproveitar para esticar as pernas, e tirar fotos, claro.
    Após o descanso, continuamos em direção ao El Bolsón, nos deleitando com a beleza do Cerro Piltriquitrón, num dia lindo de sol, o que permitia uma visão privilegiada do mesmo.
    Na chegada ao El Bolsón, logo na entrada, temos um posto YPF onde abastecemos, por ser o primeiro posto no nosso roteiro com combustível mais barato, pois está considerada, a região, como local de incentivos de impostos para quem mora ou transita por lá, e a redução de impostos faz que o diesel custe aprox. 20% menos que no resto do país; logicamente, tínhamos calculado o gasto de comb. dos rebocadores de maneira de chegar lá quase na reserva, para economizar mais um pouco na nossa viagem.
    Tanques cheios, e atravessamos a linda cidadezinha de El Bolsón com proa de Lago Puelo, após atravessar o limite entre a Província de Rio Negro, de onde procedíamos, e nos adentramos na bela Província de Chubut, em direção à chácara dos meus primos, que nos receberam de braços abertos, como sempre; no inicio, eu tinha pensado, já que éramos muita gente, ir num Camping que fica pertinho, más eles não deixaram, e nos proporcionaram lugar, com água, luz, e principalmente, uma acolhida como só o pessoal da Patagonia sabe fazer…meu muito obrigado para minha querida família!
    A entrada da chácara não é muito ampla, más com cuidado e devagarinho, nos acomodamos, com o Guanaquito no seu local costumeiro, com o Bagualito e Papa-léguas perto, numa entrada lateral, que Neiva chamou de “Vila as Latas”…muito meiga, ela…bom, no lugar que meu primo reserva sempre para o Guanaquito, ele instalou pessoalmente, uma torneira para o bichano, afinal, era a terceira vez que o Guanaquito descansava por lá…repito, muito querida esta minha família.
    E o restante do dia, após os abraços, apresentações e eventuais traduções, investimos a tarde para nos instalar com calma, especialmente pela ótima perspectiva de descansar da viagem de mais de 3.500 km e que durou 6 dias, e que a Deus graças, chegamos sem problemas ao nosso destino. Um “Viva!” ao nosso valente comboio!
    A continuação, as atividades dos próximos dias, passeando só com os rebocadores, já que os rebocados, ganharam um merecido descanso.

    Fotos:
    Lembrando, se quiser ver a foto num tamanho maior, “clicar” com o botão direito do “mouse” e ao abrir uma caixa de avisos em “Abrir imagem numa nova guia”, “clicar” com o botão esquerdo do “mouse” e pronto, eis a foto num tamanho maior.

    Reiniciando a viagem em direção ao nosso destino final.

    Iniciando a descida.

    Parada no rio Villegas.

    Rio Villegas, na foto de Isa.

    Guanaquito no rio Villegas.

    Na Ruta 40, em direção ao El Bolsón, na foto de Isa.

    O Piltri.

    Divisa entre El Bolsón (Rio Negro), e Lago Puelo (Chubut) na foto de Isa.

    O Cero Piltriquitrón e o Guanaquito, de volta ao Sur.

    Apos 6 dias e aprox. 3.500 km, chegamos!

    Thomas entrando com o Bagualito.

    Polini manobrando na entrada do Papa.

    Enquanto vemos o entardecer banhando com sua derradeira luz a montanha próxima, o Guanaquito, em fim, ganha o mais que merecido repouso do guerreiro.

    Fim da terceira e última parte do dia 20/01/2016; continua…

    #91062
    Riederer Stephan
    Riederer Stephan
    Participante

    tô de olho!!!

Motor Trailer 728×90

PARTICIPE DO FORUM PELO FORMULÁRIO ABAIXO. SE NÃO FOR CADASTRADO, CADASTRE-SE CADASTRE-SE AQUI

Visualizando 10 posts - 71 até 80 (de 215 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.

CLASSIFICADOS: