Para mais um artigo da série de Reviews de Bombas D´Água para trailers, motor homes e veículos overlander, trataremos agora de uma das mais mundialmente conhecidas marcas do setor. A SHURFLO no Brasil possui uma sumidade no quesito confiabilidade desde os anos 1980 e sua fama não é a toa. A durabilidade, resistência e força conquistou em todo esse tempo uma confiança ímpar. A PULSAR RV, distribuidor exclusivo da marca no Brasil e também apoiadora do MaCamp nos enviou duas peças de seu modelo mais “popular” na aplicação de veículos de recreação. O Modelo de 3.0GPM possui uma relação de pressão e vazão que garante ótima quantidade de água na pia ou chuveiro, sem que se gaste muita água.

Trabalhando em 12V (há modelos também 24V, 110V e 220V), a Shurflo é fabricada no México e promete a vazão de 3 galões (11,3 Litros) por minuto em uma pressão máxima de 55PSI (3,7 BAR) com consumo máximo de 7,5A. Além disso ela declara possuir um sistema “bypass” que permite uma vazão contínua mesmo com um fluxo pequeno de água (torneira pouco aberta) sem que ela comece a pulsar. Outra característica que agrada é a possibilidade de trabalhar a seco.

A PENTAIR-SHURFLO: A SHURFLO foi criada em 1968 e se tornou um dos principais fabricantes de bombas elétricas de pequeno porte e alta performance do mundo. A Pentair, empresa de tratamento de água criada em 1966 nos EUA e reorganizada em 2014 na Irlanda, comprou a marca Shurflo da WICOR Industries em 2014, mantendo os dois nomes na etiqueta.

NOSSO CASO: Nosso intuito neste review é aplicar as bombas no sistema hidráulico de nosso trailer. Dotado de caixa d’água de 200L com saídas independentes, possui sistema de água fria e quente servidos de misturadores em três pontos: Pia da cozinha, pia do banheiro e ducha de banho. Nosso intuito é de instalar as duas bombas, uma em cada sistema de modo que ao misturarmos (abrir as torneiras de água quente e a fria) uma não interferir na vazão da outra, pois quando se diminui a vazão da água no aquecedor de passagem, a mesma acaba esquentando mais e não resultando em uma mistura desejada. A marca vem bem a calhar, já que possuímos uma única bomba originalmente do final dos anos 1980 Shurflo 1.1GPM e que ganhará agora um upgrade merecido.

BOMBAS D’ÁGUA GENÉRICAS: Quem já arriscou marcas “porcarias” ou mesmo composição com bombas de parabrisas já notou que além do resultado ser pífio, a confiabilidade do sistema fica muito prejudicada. Não há o que se fazer no sistema hidráulico do veículo sem a bomba funcionando. Sem ela ou energia elétrica, não há como se obter água dos tanques. O fator “ruído” também conta muito. O uso contínuo ou mesmo noturno de bombinhas não convencionais acaba gerando um enorme incômodo.

Modelo Shurflo 4008-101-A65 3.0 GPM 55 PSI: Pesando 1,837 kg, declara o consumo médio de 7,5 Amperes com vazão nominal de 3.0GPM (Galões por minuto) ou 12,1 L/min e pressão de 55 PSI de pressão ou 3.7 bar. Este modelo já possui entrada e saída em rosca “macho” de 1/2 polegada o que permite o uso de flexíveis. O sistema de diafragma em Santoprenegarante desligamento automático por pressão de 55 PSI e religamento a 40 PSI. Seu motor é de ímã permanente

UNBOXING: Enviada pelos correios direto da zona Sul de São Paulo para nossa sede em Paraty-RJ, a embalagem acompanhou duas caixas de papelão, cada uma com uma bomba e um respectivo pré filtro. Vale ressaltar que o pré-filtro é um acessório vendido separadamente e não acompanha a bomba. Envolta em plástico bolha, não acompanhava nenhum manual de instruções.

PRÉ-FILTROS: Acessório vendido separadamente, foi enviado uma para cada bomba pela Pulsar / Shurflo. Ele vem preparado para o tipo de conexão da bomba sendo uma entrada “macho” e uma saída “fêmea” em rosca de 1/2 polegada para que se transfira o mesmo tipo de conexão antes e depois da bomba como se não houvesse dispositivo. A função do pré filtro é de reter as partículas oriundas da caixa d´água que poderiam avariar a bomba.

VÁLVULA DE RETENÇÃO (Contra Fluxo): A bomba Shurflo 4008 possui uma válvula de retenção incorporada no sistema. Isto significa que a água só percorre o sistema interno da bomba no sentido do fluxo de funcionamento, sendo bloqueado o fluxo contrário. Isto significa que ligações de água direta ou instalação de bombas em paralelo, não acarretarão em circulação contrária. Antigamente era muito comum que ao ligar a alimentação de água direta no trailer, a pressão jogava a água pelo caminho da bomba enchendo a caixa até vazar pelo ladrão. Fizemos um rápido teste aplicando a pressão de uma torneira comum na entrada da bomba (desligada) e verificamos que a água flui normalmente. Já quando aplicamos a água direta na saída da bomba, a água não saiu do outro lado, provando a boa capacidade de retenção do seu sistema.

NOSSAS IMPRESSÕES – A bomba segue os padrões históricos já confiáveis da marca. Corpo metálico mais bruto e “cabeça” em plástico resistente com entradas, saídas e módulos parafusados tanto do sistema automático quanto do bypass. As conexões em rosca de meia polegada são bem definidas e moldadas no plástico e facilitam muito no serviço de instalação. A qualidade do material não deixa qualquer receio de quebra. Os pés de fixação também parecem bem confiáveis, tendo uma certa maleabilidade e parecendo ser resistente. Duas coisas nos agradou muito nesta nova geração de bombas shurflo. Primeiramente o fato do produto prometer que pode trabalhar a seco. Sempre foi um estresse muito grande com as bombas antigas de medo de acabar a água da caixa e a falta dela na bomba a levar ‘a queima. Outro elemento positivo é o “bypass”, que promete acabar com aquela pulsação sem fim da bomba quando fechamos um pouco a torneira. O que estranhamos foi a falta de um manual de instruções e de uma embalagem (caixa) mais ilustrada do produto, mas segundo a Pulsar, este modelo é trazido na versão OEM dirigido a fabricantes.

MONTAGEM: Primeiramente iremos utilizar o pré-filtro original acoplado diretamente na bomba. A sua posição correta é na entrada de água da mesma. Como o acessório possui uma “borboleta” de aperto, preferimos não utilizar uma ferramenta para aperto. Para estas conexões não iremos utilizar fita teflon (veda-rosca) porque a vedação se dá por borrachas no fim do curso onde são prensadas no rosqueamento.

TESTES: Fizemos dois tipos de testes com as bombas. “Na bancada” e no trailer, ambas na mesma posição para que pudéssemos compará-las.

TESTES NA BANCADA

Fizemos uma conexão bem simples da bomba alimentada pela bateria 12V sobre a bancada. Conexões de rosca com engate-rápido foram ligadas aos dois segmentos de mangueiras. Tanto o de entrada quanto o de saída são pequenos para garantir pouca resistência de tubulação a fim de tomar a água do balde e retornar ao mesmo após passar pela bomba e, no momento do teste, encher a garrafa de 5L para a marcação do tempo. Fizemos três aferições de tempo para cada uma das duas bombas.

RESULTADOS: O resultado dos testes de bancada se apresentam na tabela abaixo. Consideramos que nesta situação (bancada) o cenário é o mais favorável possível para aproximação da capacidade nominal declarada pelo fabricante. É óbvio que toda capacidade nominal é considerada em situações ideais e dificilmente será alcançada na instalação no trailer ou motor home.

COMENTADO: No caso tivemos uma boa diferença entre as bombas que são de mesmo modelo e valores. Enquanto a primeira levou 40 segundos e 47 centésimos para encher a garrafa de 5L, a segunda levou mais de 3 segundos a mais para o mesmo feito. De acordo com as médias de tempo e volume, pudemos constatar que elas levaram mais de 50% a mais do tempo que declaram para encher o volume relativo a um galão (3,6L). Números a parte, diante de nossa experiência com bombas d’água podemos dizer que o volume se apresentou ótimo em ambas as bombas, onde um detalhe nos surpreendeu muito positivamente: O nível de ruído e vibração das bombas foram muito baixos. Superou nossas expectativas.

TESTES NO TRAILER

Nosso intuito seria fazer uso no trailer de ambas as bombas, que são de mesmas características nominais, na mesma função e cenário. Para isto instalamos uma de cada vez no mesmo circuito de água quente do trailer. Devemos notar pelas fotos, que a instalação e fixação da bomba no trailer se deu de forma provisória para os testes e não como as bombas devem ser instaladas definitivamente. Escolhemos uma localização bem próxima tanto da saída da caixa de água quanto da entrada do aquecedor, de modo que pudéssemos “amarrar” a bomba em local visível onde pudéssemos acompanhar o nível de ruído, possíveis vazamentos e também colocação e retirada de pré filtro e acumulador (dispositivo que será abordado em outro review).

RESULTADOS: No panorama atual, os resultados comparativos entre as duas bombas já ficaram um pouco diferentes do cenário da bancada pelo sistema já apresentar uma resistência mais real da tubulação. A diferença das bombas aferidas na bancada, se mantiveram na mesma proporção agora no sistema do trailer, tendo a primeira (#1) um resultado melhor na vazão. Vale ressaltar que esta review é feito por campistas para campistas e não por engenheiros e portanto o quesito “pressão” não foi aferido já que não possuímos aparelhos para isto. A visão que buscamos extrair nesta análise é a mesma que qualquer usuário caravanista tem quando instala um equipamento em seu RV.

COMENTADO: No trailer, já com as resistências comuns de perdas de cargas da tubulação, os testes foram bem favoráveis, aumentando na média 2 segundos no tempo de enchimento da garrafa de 5 Litros. Acompanhou-se a diferença de rendimento entre ambas no teste da bancada, sendo a primeira bomba com mais eficiência que a segunda nos mesmos 3 segundos  (em números inteiros). Neste cenário a diferença de capacidade nominal para real medida em galões se distanciou ainda mais, com a segunda bomba batendo os 1 minuto e quase 44 segundos para encher um galão. Novamente as bombas surpreenderam nos quesitos “ruído” e “vibração”, praticamente não se notando a existência das mesmas. Na análise universal e de observação, o volume de água ficou extremamente satisfatório nas torneiras e chuveiros.

TESTE DO BYPASS: Sem acumulador ou qualquer sistema de “bypass” uma bomba d´água comum começa a pulsar quando a torneira é um pouco fechada e a pouca vazão de água, frente a pressão do motor, culmina em um conflito com o sistema do “automático”. Ocorre que a bomba possui um sistema em que ao ser pressurizada quando a torneira é totalmente fechada, ela se desliga para que o motor não seja forçado. Quando se abre somente um pouco do fluxo, a pressão e vazão da bomba que é maior do que a água que sai acaba atingindo esta pressão limite desligando a bomba. Como a água continua saindo devagar pela torneira, esta pressão diminui e a bomba religa, dando início a um ciclo repetitivo. Este acontecimento pode trazer problemas ao motor e ao sistema do “automático”, além de resultar em um ruído incômodo e em um fluxo de água desagradável na torneira. O dispositivo acumulador de pressão veio para minimizar este problema, mas independente dele, algumas bombas agora possuem o sistema de “bypass” que funciona para reduzir este efeito.

O Modelo testado das bombas SHURFLO deste review promete esta função, tendo um desvio interno de água que busca minimizar o efeito da pulsação. Por esta razão fizemos um teste de vazão mínima, onde reduzimos a vazão da torneira até o ponto que não ocorria mais tal pulsação. Neste caso, quanto mais demorasse para encher a garrafa de 5L, melhor seria o resultado do bypass.

No primeiro teste com o regulador (sim, há um parafuso de chave hallen que permite este ajuste) da maneira como veio de fábrica, apresentou uma melhora pífia no efeito do Bypass, aumentando em apenas 25% e 18% a efetividade nas bombas respectivamente. Abaixo daquela vazão a bomba já pulsava. Veja a tabela:

APÓS AJUSTE: Com uma chave hallen, giramos o parafuso regulador no sentido horário mais ou menos uma volta completa, fazendo com que o bypass da bomba funcionasse praticamente sem água na torneira. Ajustando neste extremo, a bomba sequer desliga após fechar a torneira, provando que o bypass é 100% eficiente, mas aí sem função de desligamento automático. Finalmente, achamos o ponto exato de ajuste quando selecionamos uma posição do parafuso em que a torneira possa ser aberta minimamente sem que a bomba pulse, mas que com seu fechamento completo a bomba se desligue. A partir desde cenário, tivemos a seguinte aferição no tempo de enchimento da garrafa de 5L.

COMENTADO: Foi impressionante o resultado obtido. Presumimos que a regulagem do bypass deverá depender de muitos fatores do encanamento do RV, tornando impossível que a bomba já venha regulada de fábrica. O que era pífio no primeiro teste, onde quase nenhum ganho foi apresentado, se tornou praticamente 100% eficiente após a regulagem. Dizemos 100%, pois jamais será necessário um fluxo de água menor do que o mínimo alcançado na torneira. O mais importante é que, ao menos neste quesito “vazão”, o acumulador de pressão (acessório) é perfeitamente dispensável para este modelo de bomba.

MERCADO E PEÇAS DE REPOSIÇÃO: A Pentair / Shurflo possui representação no Brasil com exclusividade de importação e distribuição na área de veículos de recreação. Isto quer dizer que há uma empresa responsável por garantir peças de reposição (que são distribuídas) e que dá garantia física das bombas e suas séries de modelos oferecidos. A Própria PULSAR RV que nos enviou os produtos é a responsável pela marca no país.

CARACTERÍSTICAS: MODELO 3.0- modelo: 4008-101-A65; Voltagem: 12v; Fluxo: aberto(Gpm / lpm): 3.0 / 11.4; Desempenho máximo: 7.0A; Pressão de desligamento (Psi / bar): 55 / 3,7; Válvula de Retenção; Possibilidade de Trabalhar a seco; Proteção de Sobrecarga Térmica com reinício automático; Diafragma em Santoprene; Motor Auto-escorvante; Dimensões: 20,5cm de comprimento, 12,5cm de largura e 10,8cm de altura. Peso: 2,3kg (Declarado) 1,837kg (aferido)

PREÇO: Na data deste review o equipamento custava de R$ 629,50 + frete (R$ 598,02 à vista no boleto) no site MEU TRAILER, vendedor oficial.

REVIEW – PRODUTO e Local: Este equipamento foi enviado pela PULSAR RV que confiou no know-how do MaCamp para testar seus produtos na seção de Reviews. Os testes foram feitos em um camping no Estado do Rio de Janeiro e aplicados em nosso trailer Karmann Ghia 330.

PULSAR RV
Rua Amaro Leite 160 – Bairro Socorro – CEP 04763-060 – São Paulo – SP
(11) 5686-3586
www.pulsarrv.com.br
contato@pulsarrv.com.br

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here