Diesel Comum ou S-10 ?

HOME Fóruns Campismo & Aventura Carros e Utilitários Diesel Comum ou S-10 ?

Este tópico contém respostas, possui 16 vozes e foi atualizado pela última vez por  GustavoN 2 anos, 9 meses atrás.

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 57 do total)
  • Autor
    Posts
  • #45571

    Olá Pessoal. Crio este tópico já tendo a certeza de que este servirá para o principal motivo de um fórum de discussão: A explanação e debate de vivências e ideias para que possamos todos formar nossa própria opinião. Este tema já sabemos que teremos diversas opiniões diferentes e contrárias. Qual é o melhor Diesel para cada tipo de carro? Principalmente antigos e novos?

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #51679

    Minha Pajero Sport é ano 2005 e é bomba injetora mecânica (nao eletrônica). A princípio eu sempre coloquei Diesel S-10 Shell Evolux Aditivada. Após passar uns problemas (que no final nada tinha a ver com o motor/bomba) acabei questionando muitas pessoas sobre este tema. Daí veio a informação de que as Bombas Injetoras de carros mais antigos (mecânicos) devem ser usadas com Diesel S-500, pois o S-10 possui detergentes que ressecam a bomba e que só o S-500 possui a lubrificação adequada para elas. Iai pessoal? Coloquem as cartas na mesa porque eu quero aprender mais sobre isto. abraços

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #51684

    euclidesneto
    Participante

    Eu tenho uma L200 HPE A/T 2006. Já usei S10 por um bom tempo e voltei a usar o S500 porque o posto onde sempre abasteço está fazendo promoção dele. A única diferença que noto de um para o outro é menos cheiro e fumaça. Consumo e funcionamento do motor, não mudam. Dizem os entendidos que esse lance do S10 lubrificar menos é lenda. Vai saber.

    #51687

    Jairo
    Participante

    Pessoa, andei lendo em diversos fóruns, li o manual da MWM, questionei oficina Chevrolet, e outros amigos também, a conclusão que cheguei é que cada um tem uma opinião, porém o mais recomendado para os motores com bomba mecânica é o Diesel S-500, porém uso eventualmente S-10. o que percebo é que com o S-500 o motor roda mais macio e silencioso apesar de fazer um pouco de fumaça, nada fora do normal. Jairo e Família + Vila Rica + Blazer 2.8tdi

    #51608
    Odair Teixeira
    Odair Teixeira
    Participante

    Só uso S10 (minha Hilux é 2010) e na Tracker Diesel da minha filha. A octanagem é maior (menor pré detonação) além de não produzir fumaça preta. A Tracker que é enjoada com a luz de injeção alarmando e cortando a turbina, parou de vez depois que adotei a troca de óleo sintético a cada 10K trocando filtros de óleo, combustível e ar. Minha hilux está com quase 200.000k e está mais econômica agora do que qdo zero. Isto de o diesel S10 não lubrificar a bomba é lenda. A lubricidade muda em função do tipo de óleo usado na refinaria. Com 2% de Biodiesel eleva-se a lubricidade para os mesmos níveis do S500. Além do mais, todo óleo tem a lubricidade é corrigida na refinaria com aditivos. Agora o que pode ocorrer é formação de borra de bacterias, mas isto se deve ao maldito biodiesel que está sendo adicionado no diesel. Já li recomendação de distribuidores recomendando o giro mais rápido deste diesel nos tanques dos postos, devido a vários relatos de bactérias formarem borra devido a presença do biodiesel que é vegetal. Mas isto vale pro S500 tb. Procuro abastecer sempre que possível nos mesmos postos e estes giram bastante o diesel, não deixando o estoque parado. Eu fiz dois giros pela região sul no mês passado (4000km) e nesta ultima semana fiz 2800km. Semana passada tive que abastecer num posto suspeito entre Ubá e Contagem. Pedi para abastecerem com S10 e alguns km depois, percebi que o desempenho tinha caído. Se fosse a Tracker, tinha acendido a luz de injeção e cortado a turbina. Ainda bem que era Hilux. Parei em Contagem (MG) e abri reservatório do filtro de combustível e estava lá o problema. O filtro estava escuro, envolvido por uma borra viscosa, restringindo a passagem. Troquei o filtro, abasteci com S10 e coloquei meio frasco de STP Diesel Treatment e a nega véia voltou ao normal respondendo ao menor toque do acelerador. O ruído de pré detonação desapareceu e o motor ficou lisinho. Abaixo, texto retirado do treinamento da PBR. 1- O que significa PROCONVE fases P7 e L6? PROCONVE é o Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, criado pelo conselho Nacional de Meio Ambiente – CONAMA. As fases P7 (para veículos pesados, acima de 3,5 toneladas) e L6 (para veículos leves, até 3,5 toneladas) do PROCONVE estabelecem níveis de emissões veiculares mais baixos a serem atingidos na homologação desses veículos por aquele órgão ambiental, e que requerem uma tecnologia mais sofisticada nos motores, como por exemplo: – Sistema de redução catalítica seletiva (SCR – Selective Catalytic Reduction) para o escape de gases; – Uso do ARLA 32 no sistema catalítico. – Sistema de recirculação de gases de escapamento (EGR – Exhaust Gas Recirculation) como opção ao sistema SCR. Essas inovações, para o seu correto funcionamento, implicam que os veículos sejam abastecidos com óleo diesel com baixo teor de enxofre (Diesel S-10). 2. Qual é o cronograma para implantação do diesel de baixo teor de enxofre? O Diesel S-10 está disponível a partir de 1° de janeiro de 2013 em postos selecionados para os veículos leves e pesados movidos a diesel fabricados a partir de 2012. A Petrobras antecipou a substituição de todo Diesel S-50 pelo Diesel S-10. A partir de 1° de janeiro de 2014, todo Diesel S-1800 para uso rodoviário será substituído por Diesel S-500. 3. Por que a troca do Diesel S-50 pelo Diesel S-10? Segundo a ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), o combustível adequado aos novos veículos (Fases PROCONVE P-7 e L-6) seria o óleo diesel com teor de enxofre máximo de 10 mg/kg (S-10). Essa associação concordou que durante um período de transição esses veículos fossem abastecidos com um óleo diesel com teor de enxofre máximo de 50 mg/kg (S-50). 4. O que é Diesel S-10? Quais suas características? Diesel S-10 é o diesel com teor de enxofre máximo de 10 mg/kg (ou partes por milhão,ppm); O Diesel S-10 tem número de cetano de 48, contra 42 do Diesel S-500/1800 e 46 do Diesel S-50. O número de cetano mede a qualidade de ignição. Além disso, possui uma faixa estreita de variação da massa específica (820 a 850 kg/m³) e uma curva de destilação com a temperatura dos 95% evaporados de no máximo 370ºC. 5. Quais os benefícios do Diesel S-10 da Petrobras? – Propicia a introdução de veículos a diesel com modernas tecnologias de tratamento de emissões, com redução de até 80% das emissões de material particulado (MP) e de até 98% das emissões de óxidos de nitrogênio (NOx). – Melhora a partida a frio e reduz a emissão de fumaça branca. – Diminui a formação de depósitos e a ocorrência de desgastes no motor. – Melhora o desempenho dos motores diesel em geral comparado ao Diesel S-500. – Aumenta os intervalos de troca do lubrificante. – Produto com qualidade e tecnologia Petrobras. A Petrobras tem a maior rede de postos com Diesel S-10 e a mais completa linha de produtos e serviços para frotas. 6. Como fica o Diesel Podium com a entrada do Diesel S-10? O Diesel Podium passa a ter também teor de enxofre de 10 ppm e continua sendo o melhor diesel do mercado brasileiro, com número de cetano mínimo de 51, proporcionando o melhor desempenho, com conforto e proteção. 7. O uso do Diesel S-10 é obrigatório para os veículos CONAMA P7, produzidos a partir de 2012? Sim. É recomendável consultar os fabricantes/revendedores, quando da compra desses veículos, sobre a possibilidade abastecê-los com um óleo Diesel S-500 numa situação de emergência. 8. Os caminhões e ônibus antigos poderão utilizar o Diesel S-10? Sim. Os benefícios do diesel de baixo teor relacionados à conservação do motor podem ser usufruídos pelos veículos fabricados antes de 2012. No entanto os benefícios ambientais serão menores quando comparados com os que veículos P7 proporcionam, e até mesmo nulos no caso de veículos muito antigos. Nos motores atuais, com tecnologia P5 (equivalente ao Euro 3), o benefício é a redução de 10 a 15% na emissão de material particulado. 9. Caso algum veículo a diesel antigo queira utilizar o Diesel S-10, há necessidade de se fazer alguma adaptação? Nenhuma adequação é necessária nos veículos antigos. 10. O Diesel S-10 tem validade? Não é possível determinar prazo de validade para produto vendido a granel. No caso do diesel é desaconselhável que se estoque o produto mais de três meses sem giro. Entretanto, o produto deve ser submetido a uma análise técnica para recertificação antes de qualquer providência. 11. Os postos precisarão ser adaptados para receber o novo diesel? O Diesel S-10 tem características diferentes do Diesel S-500/S-1800 atual, necessitando armazenagem exclusiva ou limpeza do tanque, no caso da troca de S-500/S-1800 por S-10. No caso dos postos onde haverá a troca do Diesel S-50 pelo S-10, não haverá necessidade de limpar o tanque. Porém, a armazenagem deve continuar a ser exclusiva. A decisão da construção ou não de um novo tanque dependerá da decisão do dono do posto e dependerá do numero de tanques disponíveis em sua instalação. 12. O filtro usado no posto para o S-500/S-1800 pode ser o mesmo para o S-10? Os equipamentos em uso no posto (tanque, filtro e bomba de diesel) podem ser disponibilizados para a venda de diesel com baixo teor de enxofre, desde que sejam previamente limpos o tanque e o filtro (substituição dos elementos filtrantes). Cabe, no entanto, observar que para cada tipo de produto (ex: Diesel S-10, Diesel S-500) é necessário um filtro próprio. 13. A partir de quando só serão produzidos veículos a diesel com a nova tecnologia SCR? Os veículos já estão sendo produzidos e comercializados desde 1° de Janeiro de 2012. No Brasil os fabricantes de veículos, em sua maior parte, optaram que a maioria de caminhões (média a extra pesada) acima de 3,5 toneladas e ônibus (urbano e rodoviário) fossem embarcados com o sistema SCR. 14. O que é a tecnologia SCR? SCR significa Selective Catalytic Reduction, ou seja, Redução Catalítica Seletiva, tecnologia que permite a redução de NOx através de reação química no catalisador. 15. O que é a tecnologia EGR? EGR significa Exhaust Gas Recirculation, ou seja, Recirculação de Gases de Exaustão. É outra tecnologia que permite a redução de NOx onde parte dos gases de descarga retornam novamente para a câmara de combustão. 16. Qual a diferença entre EGR e SCR? O sistema EGR funciona reutilizando parte dos gases de descarga que são redirecionados para serem readimitidos juntamente com o ar de admissão. Como esses gases de descarga são inertes eles ajudam a reduzir a temperatura da combustão reduzindo assim as emissões de NOx. Já o sistema SCR, como já foi visto, aumenta eficiência da combustão utilizando um catalisador e a solução de ARLA 32 para que, através de reações químicas, ocorra a redução das emissões de NOx. A escolha de qual tecnologia utilizar foi feita pelos fabricantes de veículos com base na sua estratégia de negócios. 17. Por que os novos motores com as tecnologias SCR e EGR necessitam do abastecimento com Diesel S-10? Porque o enxofre ataca componentes dos motores equipados com o sistema EGR e causa danos ao catalisador dos motores equipados com o sistema SCR. Quem quiser, pode baixar daqui: http://www.br.com.br/wps/wcm/connect/b4f3cb004de479c08eaadf73cb9b3dc7/perguntas-frequentes-S-10.pdf?MOD=AJPERES

    #51692

    euclidesneto
    Participante

    A luz de injeção da minha L200 também é muito enjoada, basta trocar de diesel que ela acende.

    #51700

    Ronald Ataulo
    Participante

    Amigos, gostaria de compartilhar um problema que vinha acontecendo com a minha Toyota SW4. Sempre que eu exigia muito motor, em ultrapassagens de alta velocidade, ou carregando o trailer em serra, a injeção eletronica estava entrando em modo de emergencia, cortando a potencia do carro. Para solucionar o problema bastava parar no acostamento, desligar o carro e religa-lo que o mode de emergencia desligava e o carro voltava a funcionar normalmente. No primeiro momento estavamos imaginando ser sugeira no combustível. Troquei algumas vezes o filtro e por fim esvaziamos o tanque afim de limpa-lo. O problema persistiu!! Além disso o consumo de combustível estava alto, em torno de 6,5 km/l na estrada rebocando trailer. O meu sócio da oficina removeu o coletor de admissão e para sua surpresa ele estava quase que totalmente obstruído com carbonizaçaõ do motor. Tivemos que removê-lo e manda-lo para a retífica fazer banho químico. Para nossa surpresa, a carbonização era tão grande que teve que repetir o banho químico. Depois de montado, o consumo do carro passou para 8 kms/l, percebido na viagem para Itú-SP rebocando o trailer e o problema de corte de potência foi solucionado.

    Ronald Ataulo
    Trailer Turiscar 6.5 (New Pipoca)
    Santos-SP
    www.boraprocamping.com

    #51702

    Ronald… poderia explicar “para leigos” o que seria o coletor? tem fotos?

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

    #51704

    Ronald Ataulo
    Participante

    Marcos, o coletor de admissão é uma peça que fica na parte de cima do motor e tem por responsabilidade levar ar ou uma mistura de ar combustível para os cilindros do motor. Como ela esta diretamente ligada ao processo de queima do combustível, ela acaba recebendo uma carbonização resultante da queima, que com o passar do tempo diminui as galerias de passagem de ar pelo coletor. Quando isto ocorre, a injeção eletronica joga bastante combustível quando o motor é exigido mas o ar que deveria vir em boa quantidade, tem seu fluxo obstruído. Foi este o problema do meu carro, quando o motor era exigido a injeção jogava mais combustível mas não vinha ar sufuciente, causando excesso de combustível no motor. A injeção eletronica percebendo isso, colocava o sistema em modo de emergencia para não danificar nenhum componente do motor. Além disso, o consumo é maior pois o motor acaba desperdiçando combustível por questão de uma má queima. Foto de um coletor [attachment=2981] Foto do fluxo de ar do coletor limpo [attachment=2982] Foto do coletor obstruído com carbonização [attachment=2985] Foto de um coletor um pouco carbonizado [attachment=2984]

    Ronald Ataulo
    Trailer Turiscar 6.5 (New Pipoca)
    Santos-SP
    www.boraprocamping.com

    #51705

    e isso foi resultado do que? diesel ruim ao longo do tempo? algum desleixo do outro proprietário? qtos km ta sua sw4?

    Marcos Pivari - CEO e Editor do MaCamp

Carregue no Post Images, copie o "Direct link" e utilize o botão para inserí-lo. SAIBA MAIS AQUI

Visualizando 10 posts - 1 até 10 (de 57 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.