Um artigo veiculado no Portal Uol sobre viajar de carro, combina muito com a realidade do campismo frente aos demais sistemas de hospedagem. Questões que levam à liberdade, mobilidade e possibilidade de chegar até o ponto específico de seu desejo são motivos relevantes em ambos os casos. Eles fazem com que um possível gasto a mais possa se tornar um enorme investimento. Então iremos aqui reproduzir a matéria da uol fazendo um comparativo amigável entre o turismo geral com o campismo. O mais interessante de tudo isso não é enxergar apenas as vantagens de se acampar, mas sim acampar com seu próprio veículo onde todos os benefícios listados na matéria aumentarão ainda mais o seu poder de liberdade acampando.

Seu veículo, suas regras: dez situações em que vale a pena viajar de carro. Tudo aliado à sua Barraca, seu planejamento: Veja como vale a pena viajar acampando.

Andar de avião tem as suas vantagens, mas dirigir sem medo de ser feliz e vencer longas distâncias no comando de seu próprio volante, ou de carona mesmo, pode ser muito prazeroso, além de trazer vários benefícios. O UOL conversou com Guilherme Kenji Ferder, diretor executivo da Tibitur Turismo Especializado, Mirella Spina, proprietária da First Travel, e Ricardo Amaral, diretor da Voyale Travel Design, para mostrar que a viagem sobre rodas pode valer a pena.

1- Dono do próprio destino:
Esta é a principal. Afinal, seu carro, suas regras. Viu um monumento muito interessante no meio do nada? É só encostar e conhecer. Avistou uma feira de antiguidades bacana no meio do caminho? Basta parar e ir até lá. Quem manda no roteiro é você! Igualmente acampando, onde a incidência de necessidade de reservas é muito pequeno (apenas nos grandes feriados) oferecendo a liberdade de remanejar seu roteiro. Quantas vezes passando por uma localidade você avista algum atrativo ou mesmo um camping bacana. É só parar e montar sua casa.

2-Bagagem (quase) sem limites
Uma das grandes vantagens de viajar de carro é não precisar se preocupar com o peso de cada mala, algo que costuma ser checado nos aeroportos. Enquanto tiver espaço no bagageiro, dá para levar o que você quiser. Este tipo de viagem é, inclusive, uma boa opção para quem vai com o intuito de fazer muitas compras. Incluímos os ônibus nesta ideia de limitação de bagagem. Principalmente no campismo familiar, onde o acampamento é o foco principal da diversão, o carro aumenta enormemente as possibilidades de mimos e luxos na sua “casa portátil”.

3- Dá para dividir a conta
Se a viagem inclui mais de quatro adultos, fazer ela de carro diminui os gastos totais. Juntas, essas pessoas poderão dividir os custos do veículo (caso seja alugado), além de gasolina e pedágio. Apesar do tempo total da viagem normalmente ser maior, acaba saindo mais barato do que viajar de avião. Nesta mesma ideia de coletividade, o acampamento também abre possibilidades múltiplas de convivência em grupos, onde todos poderão curtir programações compartilhadas, estando cada um em sua própria “casa” e não precisando estar necessariamente nas instalações sociais para curtir uma coletividade.

4- Vontade de conhecer muitos destinos
Ainda que você pegue um voo para chegar até o ponto de partida da viagem, alugar um veículo te dará a chance de visitar cidades próximas. Um viagem de carro entre as portuguesas Lisboa e Porto, por exemplo, oferece a oportunidade de conhecer Fátima e Coimbra durante o caminho. Viajando de carro e hospedado em um camping estas possibilidades aumentam ainda mais. Veja que as vezes vale a pena até mesmo deixar suas grandes instalações montadas em um camping e mesmo assim estar munido de uma pequena barraquinha iglu para duas pessoas no porta-malas. Com um sleeping e uma muda de roupas você poderá pernoitar em um lugar diferente sem ter que abrir mão do seu objetivo principal da viagem.

5- O meio é mais interessante que o fim
Chegar logo no seu destino? Não é o que você vai querer se estiver percorrendo a rodovia Rio-Santos, que é um deleite para os olhos, assim como viajar pela Rota Romântica do Sul, entre Porto Alegre, Gramado e Canela. Já no exterior, a famosa Rota 66, que vai de Santa Monica a Chicago, é mais um exemplo de percurso que guarda muitas surpresas agradáveis. Este é o grande conselho para quem acampa pelo Brasil e está acostumado a “correr” para chegar logo. Isto acontece muito principalmente com os proprietários de veículos de recreação que são ainda mais preparados para este “passeio sem pressa”. Curtir a paisagem, parar naquela praia linda e passar o dia nela sem que estivesse no programa e ainda poder pernoitar sem necessidade de reservas ou preços muito altos é sem dúvida uma grande vantagem.

6- Viagem com filhos pequenos ou idosos
Para crianças e pessoas mais velhas, o fato de não precisar esperar durante horas em um aeroporto, ter a chance de parar no meio do caminho para comer, esticar as pernas ou ir ao banheiro também são grandes vantagens. No Quesito “Crianças”, não podemos deixar de citar a riqueza de se proporcionar uma infância inserida na natureza durante o dia e noite, contando com uma percepção de convivência sem muros ou barreiras físicas que promovem a amizade e ao mesmo tempo o respeito pelo espaço do outro.

7 -Maior acessibilidade
Em alguns destinos, como sítios e fazendas, só é possível chegar de carro – às vezes, tem que ser um modelo 4×4. Em outros, até dá para ir de ônibus, trem ou táxi, mas os custos podem ficar excessivamente altos. Vale fazer a comparação antes de decidir. Sempre defendemos no MaCamp que o campismo não é necessariamente uma forma “barata” de hospedagem, mas sim uma forma democrática onde abre a possibilidade de se moldar os desejos do viajante frente às suas possibilidades de gastos.

8- Juntinho com o seu amigão
Sim, é possível embarcar com o seu pet em viagens de ônibus ou avião, mas não é uma tarefa simples. Além do fato de não ser para qualquer animal, são cobradas taxas e nem todos podem ir na cabine com o passageiro. Já no carro, o seu melhor amigo vai com você: no banco de trás em gaiolas, caixas transportadoras ou devidamente contido pelo cinto de segurança. É certo que alguns campings ainda não aceitam o animal de estimação, mas a maioria permite esta possibilidade estendendo ao seu animalzinho todas as vantagens de se curtir a natureza e a interação com seu dono. Com certeza o “descanso” não será somente para os humanos. Os bichinhos também vão curtir muito aqueles dias.

Na verdade o artigo Uol carrega um conteúdo um tanto “elitista” considerando o deslocamento aéreo como foco e citando diversos destinos internacionais, mas não deixa de citar preceitos básicos de liberdade e planejamento que o carro próprio pode proporcionar. Acampar também pode se moldar a diversos perfis sociais, mas sempre com total liberdade de escolha e integração com a natureza. Se você nunca acampou, vale  muito a experiência.

DSC_0819

 

COMPARTILHAR
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."
  • Theo Westarb

    Por favor, camping com cachorro não né? Todos merecemos ter o merecido descanso. Cães latindo invadindo barraca fazendo sujeira em qualquer lugar, ter que andar olhando onde pisa, ninguém merece. Tive que jogar fora uma barraca depois de pisar onde não devia e entrara na barraca, nunca mais me livrei do cheiro Argh! Cão em camping ? Não!