Publicidade:
 

A imagem choca os que amam o caravanismo e tem paixão pelos trailers. A imagem (sem autor definido) mostra um trailer da antiga Turiscar, de modelo provavelmente Diamante ou Vila Rica que fora levado pela cheia histórica do ano de 1983 do Rio Tietê. Atingido no Camping do Alemão que até hoje fica às margens do rio, boiou por cerca de 1.200m até encalhar na barragem de São Pedro na beira da Rodovia dos Romeiros. A cheia que só iria se repetir após quase 20 anos (início de 2020) não atingiu somente os campings a beira do Tietê. Até mesmo o camping Paineiras, entre Itu e Porto Feliz, até hoje ainda possui alguns exemplares de piranhas em seus lagos, segundo campistas locais, que chegaram exatamente daquela cheia de 1983.

Imagens como estas não são exclusivas de São Paulo. Mais recentemente em 2011, a cheia do Arroio São Lourenço  atingiu e carregou dezenas de trailers do Iate Clube em são Lourenço do Sul-RS, Vizinho do camping Municipal Laguna dos Patos. Local que até hoje possui muitos trailers fixos em sistema mensalista e atendendo quem também possui embarcações, foi atingido pela cheia no dia 10 de março daquele ano, tendo vários trailer sido carregados e destruídos pelas águas. Cenas impressionantes e chocantes.

CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here