Geladeira 12Volts ou 110V com Inversor macamp-0
 

Juntamente com a má reputação das geladeiras a gás que utilizam sistema de absorção de amônia estão também diversos mitos e verdades sobre o sistema. Mal falada no universo dos trailers e motor homes sempre funcionaram perfeitamente e eficientemente nas áreas rurais e o maior fator de impopularidade nos veículos de recreação está muito mais no modo de aplicação e instalação do que realmente no sistema em si.

geladeira-a-gas-amonia-macamp-3Três fatos: 1- Geladeiras a gás funcionam mal em trailers e motor homes porque estão sempre instaladas com carência total de ventilação na parte traseira. 2- O sistema de absorção é muito diferente de compressor, tendo este um ciclo bem mais lento. 3- O sistema funciona com uma relação direta com a temperatura ambiente, se mostrando 100% eficiente em países temperados e podendo ter pouca eficiência em dias mais quentes do verão nos países tropicais.

geladeira-a-gas-amonia-macamp-2A Amônia: O refrigerante NH3 é muito conhecido nas aplicações industriais e possui propriedades termodinâmicas muito favoráveis podendo ser superiores aos refrigerantes sintéticos em diversos fatores. Apesar da sua eficiência ser até maior do que o R134, não significa que seja mais econômica em termos de consumo elétrico. Ela também foi muito restringida nas aplicações comerciais devido à toxicidade e inflamabilidade do material.

 

MEIO AMBIENTE: Ao contrário do que se pensa, a amônia é um dos refrigerantes mais ecológicos, já que possui potencial zero de deterioração e também de aquecimento global.

geladeira-a-gas-amonia-macamp-5COMPRESSORES: Os sistemas de refrigeração de amônia podem ser compostos também por compressores, quesito não utilizado na prática para as geladeiras comuns. Quando um sistema industrial o utiliza, é necessário que se evite o cobre e o latão nas tubulações e motores o que encarece a fabricação. No caso das geladeiras por absorção, a energia que faz circular o sistema é o calor, fazendo com que a amônia circule e intercale entre estado gasoso e líquido.

NO MUNDO: No resto do mundo ainda se utiliza muito as geladeiras de amônia nos veículos de recreação. Isto porque além de funcionar com botijão de gás, eletricidade AC e na bateria DC, é possível conseguir uma incrível autonomia quando não há energia externa disponível durante muitos dias. Só após a inclusão e constante aprimoramento dos sistemas de captação de energia solar, é que as geladeiras a compressor podem realmente começar a substituir as vantagens da amônia, mas mesmo assim ainda com grandes custos em baterias e com placas e controladores que rendam em veículos que se encontram em diversas posições em relação ao sol.

No Brasil as geladeiras a gás em motor homes e trailers acabaram caindo no conceito do público por duas razões simples: A falta de ventilação na traseira delas, se restringia a poucas grelhas e chaminés com câmaras finas e de madeira, o que tiravam toda a necessária troca de calor das grades dissipadoras que garantiriam a refrigeração no interior da geladeira. Outro motivo é que o sistema é diferente do convencional, sendo mais lento. Não espere colocar uma caixa de latas de cerveja lá dentro e dali duas horas todas estarem trincando. Mas porque que na Europa e América do Norte elas são utilizadas com satisfação? Resposta simples: São países que não atingem nossos mais de 30 e 40 graus no verão.

Por esta razão, desde os anos 1990 é muito comum ouvirmos o discurso: “Aquela geladeira a gás não presta” ou “Serve bem como armário” ou ainda “Demora dois dias pra começar a refrescar”. Infelizmente as desvantagens do sistema de absorção de amônia e a má aplicabilidade dos projetos e da ventilação, deram lugar às geladeiras convencionais que dependem de inversores para funcionar na estrada. Com isto, a autonomia diminuiu drasticamente dos quase 30 dias sob um botijão de gás para praticamente uma noite no inversor. Anos mais tarde viriam as opções 12V e as placas solares com baterias estacionárias, mas até hoje ainda é um desafio a busca pela independência energética do RV exatamente pelo fator “geladeira”.

CONSUMO: Por funcionar com fonte de calor, as geladeiras a gás são infinitamente mais “gastonas” do que as convencionais. Além dos compressores gastarem menos ampéres após o pico de partida do que as resistências, eles ainda param de funcionar por longos períodos, o que não acontece com a amônia. Portanto a média dos 120W a 200W das resistências elétricas das geladeiras a gás ficam sendo consumidos o tempo todo podendo resultar em consumos de 80 a 150kwh mensais. A grande vantagem do sistema está mesmo na opção do gás propano, butano ou liquefeito de petróleo que garantirá muitos dias de funcionamento sem energia externa.

ESTE ARTIGO não visa defender ou condenar o uso das geladeiras de amônia (geladeira a gás), mas sim enriquecer o conhecimento do público e do acervo do MaCamp.

Geladeira 12Volts ou 110V com Inversor? Tentamos desenvolver um artigo que elucida muitos fatos sobre o assunto para que você mesmo possa tirar suas próprias conclusões. veja em: macamp.com.br/geladeira-12volts-ou-110v-com-inversor/

 

 

Avatar
CEO e Editor do MaCamp | Campista de alma de nascimento e fomentador da prática e da filosofia. Arquiteto por formação e pesquisador do campismo brasileiro por paixão. Fundador do Portal MaCamp Campismo sonha em ajudar a desenvolver no país a prática de camping nômade e de caravanismo explorando com consciência o incrível POTENCIAL natural e climático brasileiro. "O campismo naturaliza o ser humano e ajuda a integrá-lo com a natureza."